CBF escapa de punição mais dura por gritos homofóbicos da torcida brasileira

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) escapou de uma dura punição da Fifa nesta quinta-feira ao levar apenas uma multa e advertência da entidade por conta de gritos homofóbicos da torcida brasileira em jogo da seleção contra o Paraguai, no dia 28 de março, na Arena Corinthians, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. A entidade terá que desembolsar 35 mil francos suíços (cerca de R$ 111 mil).

De acordo com a Fifa, o Brasil infringiu dois artigos (65 e 67) do seu Código Disciplinar. E foi punido por "conduta imprópria dos seus torcedores (por casos de gritos homofóbicos e uso de sinalizadores em campo)". O valor da multa é o mais alto em comparação a outros países que também foram punidos por este mesmo motivo – a Argentina terá que pagar 20 mil francos suíços e o México, 10 mil, pelas mesmas infrações.

Não é por acaso. Trata-se da terceira punição aplicada ao Brasil por conta de gritos homofóbicos de torcedores em jogos da seleção em casa nestas Eliminatórias. Antes a CBF fora multada em 20 mil francos suíços (R$ 63 mil) e 25 mil francos suíços (R$ 79 mil) por causa de gritos de "bicha" nas arquibancadas da Arena da Amazônia e da Arena das Dunas, em jogos contra Colômbia e Bolívia, respectivamente. Ambos as partidas foram no ano passado.

Apesar da reincidência, o Brasil não sofreu proibição de jogar em um estádio específico, como já aconteceu com o Chile nestas Eliminatórias, no mesmo caso. No total, a CBF acumula multas no valor de R$ 253 mil por infrações da torcida.

O Brasil não foi o único punido pela Fifa nesta quinta. Na lista de sanções anunciada pela entidade está a Albânia, que sofreu a mais dura pena. Terá que desembolsar 100 mil francos suíços por causa de uma série de incidentes ocorridos durante a partida contra a Itália, pelas Eliminatórias Europeias.

O tumulto causado por sua torcida nas arquibancadas chegou a causar a interrupção do jogo disputado em Palermo. A principal infração foi a utilização de sinalizadores na partida, que também rendeu multa de 15 mil francos suíços à Itália. Já o Irã terá que pagar 50 mil francos suíços por incidentes protagonizados por sua torcida no duelo contra a China, também pelas Eliminatórias do Mundial da Rússia.

Informações do Estadão 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + dezesseis =