Chumacero brilha e The Strongest massacra Sporting Cristal na Bolívia

A noite da quinta-feira reservou uma goleada boliviana na Libertadores da América. Em La Paz, o The Strongest venceu o Sporting Cristal por 5 a 1 e assumiu momentaneamente a liderança do grupo 2. O destaque do jogo foi Chumacero, que além de marcar seu gol, atazanou a zaga adversária com velocidade e dribles desconcertantes.

O jogo

Aos 7 minutos, o contra-ataque do Sporting Cristal quase foi mortal. Gabriel Costa recebeu em profundidade, saiu na cara do goleiro Vaca, driblou o camisa 19, mas na hora da finalização foi travado pelo zagueiro.

Susto tomado, o time boliviano começou a colocar as manguinhas de fora e tomar conta do meio de campo. No talento de Chumacero e Alex Escobar o The Strongest começou a cercar a área rival e chegar com perigo ao gol defendido por Miguel.

O primeiro gol do The Strongest saiu com Matías Alonso aos 18 minutos em cobrança de pênalti. Ele bateu com força no canto esquerdo e saiu para o abraço, 1 a 0.

Mesmo com o gol marcado, o clube da casa não diminuiu o ritmo e forçava ataques com velocidade para pegar o Sporting Cristal desprevenido na defesa.

Aos 30 minutos mais um gol do The Strongest. Após bela troca de passes na entrada da área, Alonso tocou para Chumacero, que encheu o pé e balançou a rede, 2 a 0.

Na casa dos 36 minutos o terceiro gol. Em rápido contra-ataque, Bejarano cruzou da direita e Matías Alonso apareceu livre para marcar mais uma vez, 3 a 0.

Segundo Tempo

Inconformado com o placar, o técnico José Del Solar promoveu duas mexidas na equipe com Ortiz e Sánchez nos lugares de Zegarra e Costa. O resultado foi uma equipe mais ousada e que conseguiu diminuir aos 7 minutos. Em cruzamento da direita, Bejarano tentou cortar e marcou contra o próprio patrimônio, 3 a 1.

No momento mais instável do The Strongest no jogo, o time boliviano conseguiu marcar o quarto gol. Após jogada de velocidade na entrada da área, Chumacero foi derrubado. Na cobrança, Martelli acertou um lindo chute e ampliou, 4 a 1.

Com o jogo decidido, o time peruano entregou os pontos e deixou inúmeros espaços no sistema defensivo. O quinto gol foi questão de tempo e após passe de Chumacero, Veizaga ficou livre na grande área, bateu forte e estufou as redes de Mauricio Viana, 5 a 1.

No fim, o time boliviano apenas administrou o placar e deixou o Sporting Cristal na roda.

Informações do Lancepress 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × três =