Mercedes-Benz Challenge: número de estreantes confirma temporada marcada por renovação

A temporada de 2017 do Mercedes-Benz Challenge está sendo marcada pela renovação. A sétima edição do torneio, que começou no dia 02 de abril com uma corrida em Goiânia (GO), teve onze estreantes no grid – número que deve ser mantido para a segunda prova do calendário, marcada para o dia 21 de maio em Santa Cruz do Sul (RS).

Atraídos pela qualidade técnica dos modelos usados nas categorias CLA AMG Cup e C 250 Cup, competidores vindos de Norte a Sul do país mantiveram o Mercedes-Benz Challenge na posição de categoria de turismo com o maior grid do Brasil: 36 carros.

Entre os competidores estão representantes do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Goiânia, Ceará, Pernambuco e Paraíba, além do Distrito Federal.

Além dos paulistas, que normalmente representam a maior parte do grid em campeonatos nacionais, os representantes do Nordeste merecem destaque entre os novatos do Mercedes-Benz Challenge. Desta região vieram três novos competidores, quase um quarto do número total de estreantes.

Boa avaliação -“É um evento fantástico, e um carro fantástico”, disse o novato pernambucano Carlos Machado, da equipe Centerbus Sambaíba. “Nunca tinha visto um evento como esse”, completou.

Nove dos onze estreantes de 2017 disputam a C 250 Cup (dois estão inscritos na CLA AMG Cup). Neste grupo, um nome chama a atenção não só pela precocidade de sua carreira – tem apenas 17 anos de idade -, mas principalmente pela velocidade demonstrada em seu primeiro contato com o modelo C 250.

Natural de Americana, cidade localizada a 140 km da capital paulista, o novato André Moraes Jr. foi o segundo colocado na etapa de Goiânia, e é um dos pilotos de quem se espera mais evolução para a etapa gaúcha do mês de maio.

“A chuva que marcou os treinos livres da etapa de Goiânia nos tirou a oportunidade de aprender mais sobre o comportamento do carro”, observou. “Não tivemos condições de coletar dados para o acerto, um trabalho que certamente vai ser mais intenso em Santa Cruz do Sul. Por isso, esperamos um novo salto de performance na segunda etapa”, acrescentou.

Rápida adaptação – O cearense Rudinei Sabino também avaliou positivamente sua estreia na categoria. “Acho que minha evolução com o equipamento foi ótima. Sinceramente eu não imaginei que iria me adaptar tão rápido e fiquei feliz com a performance de uma maneira geral”, avaliou Sabino, que terminou a etapa goiana em 16º.

Entre os pilotos que fizeram sua estreia pela categoria CLA AMG Cup, o mato-grossense Raijan Mascarello protagonizou uma das mais notáveis recuperações da prova de abertura do calendário. Ele largou em 15º e chegou a andar na sexta posição, desempenho que projeta uma passagem igualmente competitiva por Santa Cruz do Sul.

“Um ponto importante nessa primeira corrida foi que conseguimos colocar o carro em boas condições de competitividade”, disse o piloto da equipe Chapecoense PGG-Chem Racing Team. “Mesmo largando do final do grid, conseguimos andar entre os seis primeiros. Isso mostra que o nosso trabalho de acerto foi muito bom”, detalha Mascarello.

Confira a classificação do Mercedes-Benz Challenge 2017, assim como outras novidades da categoria pelo site www.mbchallenge.com.br.

Informações do Lancepress 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − nove =